ELI – Espaço Lúdico-Intergeracional

Circo VagaMundo

Circo VagaMundo é uma Escola de Circo Social & Educativo actualmente sediado em Aljezur, no Algarve. O foco principal do projecto é a promoção do Circo como uma atividade que pode ser praticada por todos “Para Todos Tudo” independentemente de idades e capacidades físicas ou intelectuais. Para além da dinamização de aulas regulares para crianças e de oficinas pontuais para diferentes públicos no âmbito das várias disciplinas do circo, o Circo VagaMundo também possibilita o desenvolvimento de futuros artistas e performers de circo, assim como a criação de espetáculos para circulação.

Circo VagaMundo

Circo VagaMundo é uma Escola de Circo Social & Educativo actualmente sediado em Aljezur, no Algarve. O foco principal do projecto é a promoção do Circo como uma atividade que pode ser praticada por todos “Para Todos Tudo” independentemente de idades e capacidades físicas ou intelectuais. Para além da dinamização de aulas regulares para crianças e de oficinas pontuais para diferentes públicos no âmbito das várias disciplinas do circo, o Circo VagaMundo também possibilita o desenvolvimento de futuros artistas e performers de circo, assim como a criação de espetáculos para circulação.

Bruno Batista

Bruno Batista é licenciado em Animação Sociocultural. O seu trabalho divide-se entre a representação, narração, mediação do livro, Animação Sociocultural e formação.


Como contador de histórias tem mais de 2000 sessões realizadas, participando em festivais, feiras do livro, escolas, universidades, bibliotecas, Semanas da leitura e no Concurso Nacional de Leitura da DGLAB, entre outros. É embaixador da editora Livros Horizonte e colaborador da Livraria Gatafunho.


Ator desde os 15 anos conta com vários trabalhos no teatro e, mais recentemente, em TV e publicidade, colaborando com o Teatro Experimental de Lagos.

Bruno Batista

Bruno Batista é licenciado em Animação Sociocultural. O seu trabalho divide-se entre a representação, narração, mediação do livro, Animação Sociocultural e formação.

Como contador de histórias tem mais de 2000 sessões realizadas, participando em festivais, feiras do livro, escolas, universidades, bibliotecas, Semanas da leitura e no Concurso Nacional de Leitura da DGLAB, entre outros. É embaixador da editora Livros Horizonte e colaborador da Livraria Gatafunho.

Ator desde os 15 anos conta com vários trabalhos no teatro e, mais recentemente, em TV e publicidade, colaborando com o Teatro Experimental de Lagos.

Emanuel Vicente | 5ªÓficina

Desde tempos ancestrais que procuramos fortalecer os laços e divertir-nos em grupo, ao mesmo tempo que vamos oscilando entre o conflito e a cooperação. Durante este workshop podemos experimentar ritos tribais, desafios de outros tempos e de tempos que ainda não chegaram e pôr à prova a capacidade de vencer medos e de cumprir objetivos para entrar e manter-se na tribo… Cria o teu teatro tribal!

Emanuel Vicente nasceu na bela cidade dos estudantes, Coimbra, e licenciou-se em Animação Cultural na ESEV-IPV, na igualmente bela cidade de Viseu. Concluído o curso, pôde trabalhar com diversos públicos e com projetos muito diferentes. Há mais de 15 anos que se diverte nas suas responsabilidades profissionais de Animador Cultural, no ensino público de escolas na região de Sintra. O grande amor que nutre pela animação e pelas tábuas do teatro, levam-no ainda à produção artística e à animação em diferentes eventos, bem como a conceber e organizar todo o tipo de espetáculos. É parte integrante do corpo diretivo da Tenda Produções, com a qual levou já à cena diversos espetáculos. Juntamente com outros palhaços criou de um projeto solidário “A Visita”. Participou em festivais de artes de rua nacionais e internacionais, usando o seu nome artístico Palhaço Manu.

Emanuel Vicente | 5ªÓficina

Desde tempos ancestrais que procuramos fortalecer os laços e divertir-nos em grupo, ao mesmo tempo que vamos oscilando entre o conflito e a cooperação. Durante este workshop podemos experimentar ritos tribais, desafios de outros tempos e de tempos que ainda não chegaram e pôr à prova a capacidade de vencer medos e de cumprir objetivos para entrar e manter-se na tribo… Cria o teu teatro tribal!

Emanuel Vicente nasceu na bela cidade dos estudantes, Coimbra, e licenciou-se em Animação Cultural na ESEV-IPV, na igualmente bela cidade de Viseu. Concluído o curso, pôde trabalhar com diversos públicos e com projetos muito diferentes. Há mais de 15 anos que se diverte nas suas responsabilidades profissionais de Animador Cultural, no ensino público de escolas na região de Sintra. O grande amor que nutre pela animação e pelas tábuas do teatro, levam-no ainda à produção artística e à animação em diferentes eventos, bem como a conceber e organizar todo o tipo de espetáculos. É parte integrante do corpo diretivo da Tenda Produções, com a qual levou já à cena diversos espetáculos. Juntamente com outros palhaços criou de um projeto solidário “A Visita”. Participou em festivais de artes de rua nacionais e internacionais, usando o seu nome artístico Palhaço Manu.

Flow On

O projeto Flow On consiste na criação de uma abordagem alternativa e inovadora à prática de movimento – parkour. A esta abordagem chamámos Parkour Dance. 

Somos um casal de atletas de parkour com uma visão revolucionária para esta prática: queremos acrescentar teatro, coreografia, performance e animação a esta modalidade com infinitas possibilidades de exploração. 

Parkour é a prática de movimentos eficazes no meio ambiente que nos rodeia. Parkour Dance é a prática desses movimentos de uma forma mais criativa e artística. Acreditamos que toda a gente poderá beneficiar da exploração e conhecimento do seu próprio corpo e porque não assim o fazer com uma abordagem super divertida e dinâmica?

Flow On

O projeto Flow On consiste na criação de uma abordagem alternativa e inovadora à prática de movimento – parkour. A esta abordagem chamámos Parkour Dance. 

Somos um casal de atletas de parkour com uma visão revolucionária para esta prática: queremos acrescentar teatro, coreografia, performance e animação a esta modalidade com infinitas possibilidades de exploração. 

Parkour é a prática de movimentos eficazes no meio ambiente que nos rodeia. Parkour Dance é a prática desses movimentos de uma forma mais criativa e artística. Acreditamos que toda a gente poderá beneficiar da exploração e conhecimento do seu próprio corpo e porque não assim o fazer com uma abordagem super divertida e dinâmica?

Magna Costa | Biodanza

A forma de Viver é uma escolha que exercemos a cada momento, a cada amanhecer.

A Biodanza incentiva cada um a exercer a sua escolha. Sou Magna Costa, apaixonada pelas Pessoas e pela Natureza. Sou Educadora de Infância e mãe de 4 filhos, das 4 estações do ano, tanta transformação dentro e fora de mim.

A maternidade e a Biodanza estão intrinsecamente ligadas a mim, desde 2002. Tem sido um caminho de crescimento e empoderamento pessoal.

Facilito Biodanza Sénior desde 2015, Biodanza com Famílias, Biodanza com Bebés, Mamãs e Grávidas e Biodanza grupo regular, Roda de Mulheres com Biodanza.

Que maravilhosa oportunidade poder partilhar a Alegria de Viver em plena Natureza contigo!

Magna Costa | Biodanza

A forma de Viver é uma escolha que exercemos a cada momento, a cada amanhecer.

A Biodanza incentiva cada um a exercer a sua escolha. Sou Magna Costa, apaixonada pelas Pessoas e pela Natureza. Sou Educadora de Infância e mãe de 4 filhos, das 4 estações do ano, tanta transformação dentro e fora de mim.

A maternidade e a Biodanza estão intrinsecamente ligadas a mim, desde 2002. Tem sido um caminho de crescimento e empoderamento pessoal.

Facilito Biodanza Sénior desde 2015, Biodanza com Famílias, Biodanza com Bebés, Mamãs e Grávidas e Biodanza grupo regular, Roda de Mulheres com Biodanza.

Que maravilhosa oportunidade poder partilhar a Alegria de Viver em plena Natureza contigo!

Porbatuka

Porbatuka, fundado a 8 de Julho de 2017, é um projeto musical, artístico, performativo e cultural que tem por base a percussão, mais concretamente a Percussão Tradicional Portuguesa.
Aposta na formação musical gratuita, bem como na promoção da solidariedade, amizade, integração e inclusão social, proporcionando a mesma oportunidade a todos os interessados de integrarem este projeto, com o mesmo princípio de tratamento, independentemente da sua proveniência, idade, género, raça e cultura.
Nos ensaios, aprendem desde a simples execução de percussão até ao seu objetivo de performance musical e coreográfica, que demonstram nas suas atuações. Em paralelo, trabalham a componente da formação musical (rítmica), técnica instrumental,
percussão corporal e movimento/dança.
Têm por missão divulgar a nossa tradição cultural de uma maneira inovadora, desenvolvendo novas ideias que permitam projetar a imagem de Portugal como um país criativo, adaptado à modernidade, à inovação, mas que nunca esquece as suas raízes culturais.
Nas atuações, aliam a percussão tradicional a uma vertente performativa, fazendo uso de ritmos originais e tradicionais, salientando toda a sua energia e união. 
O Projeto Porbatuka foi vencedor da 9ª edição do “Concurso Jovens Talentos 2019” promovido pela Câmara Municipal de Almada, na categoria Almada Cidade Educadora, sendo este, o prémio principal das várias categorias a concurso.

Porbatuka

Porbatuka, fundado a 8 de Julho de 2017, é um projeto musical, artístico, performativo e cultural que tem por base a percussão, mais concretamente a Percussão Tradicional Portuguesa.
Aposta na formação musical gratuita, bem como na promoção da solidariedade, amizade, integração e inclusão social, proporcionando a mesma oportunidade a todos os interessados de integrarem este projeto, com o mesmo princípio de tratamento, independentemente da sua proveniência, idade, género, raça e cultura.
Nos ensaios, aprendem desde a simples execução de percussão até ao seu objetivo de performance musical e coreográfica, que demonstram nas suas atuações. Em paralelo, trabalham a componente da formação musical (rítmica), técnica instrumental,
percussão corporal e movimento/dança.
Têm por missão divulgar a nossa tradição cultural de uma maneira inovadora, desenvolvendo novas ideias que permitam projetar a imagem de Portugal como um país criativo, adaptado à modernidade, à inovação, mas que nunca esquece as suas raízes culturais.
Nas atuações, aliam a percussão tradicional a uma vertente performativa, fazendo uso de ritmos originais e tradicionais, salientando toda a sua energia e união. 
O Projeto Porbatuka foi vencedor da 9ª edição do “Concurso Jovens Talentos 2019” promovido pela Câmara Municipal de Almada, na categoria Almada Cidade Educadora, sendo este, o prémio principal das várias categorias a concurso.

Teresa Prima

Como criar um Arco-íris? | Atelier de Dança Criativa/Artes Expressivas

Se pedirmos emprestado o azul do mar, o amarelo do sol, o vermelho do coração, entre outras cores e, se as misturarmos todas num grande caldeirão, o que acontece? Com recurso ao movimento, ao desenho e imaginação os participantes serão convidados a explorar as cores com que irão por fim criar o seu arco-íris. O trabalho desenvolvido integra os princípios da dança criativa de Rudolf Laban e das artes expressivas do Tamalpa Institute, o Life Art Process.

O corpo é… Atelier de Dança Criativa

“O corpo é…” procura trazer um olhar criativo sobre o corpo tendo-o simultaneamente como fonte de inspiração e instrumento para a produção e criação de movimento.

Partindo da ideia do corpo como um mapa ou roteiro a explorar, cada parte do corpo sugere ações e qualidades de movimento específicas evocando também diferentes imaginários.

Integra uma abordagem desenvolvida por Teresa Prima que combina os princípios da dança educacional de Rudolf Laban com o Tamalpa Life Art Process.

Teresa Prima é intérprete, coreógrafa e facilitadora de dança, artes expressivas e movimento somático. Obteve o Tamalpa Level II graduate. Graduada enquanto Living Somatics Movement Teacher e prosseguindo os seus estudos enquanto Living Somatics Clinical Practitioner. Desenvolveu projetos a solo e em parceria com outros criadores tendo sido intérprete de encenadores e coreógrafos nacionais e internacionais. Dinamizou em Portugal várias edições da Dança Planetária de Anna Halprin. É responsável pela atividade de dança criativa na Osmope e tem desenvolvido a mesma atividade na Tangerina Educação e Ensino, entre outros. Foi facilitadora das sessões semanais de dança no projeto TSUGI PORTO (2022) – Dança Contemporânea para Seniores.

Teresa Prima

Como criar um Arco-íris? | Atelier de Dança Criativa/Artes Expressivas

Se pedirmos emprestado o azul do mar, o amarelo do sol, o vermelho do coração, entre outras cores e, se as misturarmos todas num grande caldeirão, o que acontece? Com recurso ao movimento, ao desenho e imaginação os participantes serão convidados a explorar as cores com que irão por fim criar o seu arco-íris. O trabalho desenvolvido integra os princípios da dança criativa de Rudolf Laban e das artes expressivas do Tamalpa Institute, o Life Art Process.

O corpo é… Atelier de Dança Criativa

“O corpo é…” procura trazer um olhar criativo sobre o corpo tendo-o simultaneamente como fonte de inspiração e instrumento para a produção e criação de movimento.

Partindo da ideia do corpo como um mapa ou roteiro a explorar, cada parte do corpo sugere ações e qualidades de movimento específicas evocando também diferentes imaginários.

Integra uma abordagem desenvolvida por Teresa Prima que combina os princípios da dança educacional de Rudolf Laban com o Tamalpa Life Art Process.

Teresa Prima é intérprete, coreógrafa e facilitadora de dança, artes expressivas e movimento somático. Obteve o Tamalpa Level II graduate. Graduada enquanto Living Somatics Movement Teacher e prosseguindo os seus estudos enquanto Living Somatics Clinical Practitioner. Desenvolveu projetos a solo e em parceria com outros criadores tendo sido intérprete de encenadores e coreógrafos nacionais e internacionais. Dinamizou em Portugal várias edições da Dança Planetária de Anna Halprin. É responsável pela atividade de dança criativa na Osmope e tem desenvolvido a mesma atividade na Tangerina Educação e Ensino, entre outros. Foi facilitadora das sessões semanais de dança no projeto TSUGI PORTO (2022) – Dança Contemporânea para Seniores.

Renata Silva

Nascida em 1980, em Vila Nova de Gaia, licenciada em psicopedagogia, Psicologia e Mestrado numa das áreas da Psicologia, Renata Silva teve um percurso na área da dança, iniciado com 5 anos de idade no Ballet Clássico e Contemporâneo. Por volta dos 20 anos, sentido a falta da magia das danças, frequentou aulas de Danças de Salão e posteriormente Tango Argentino, mas foi em 2006 que descobriu um novo leque de danças – as Danças Tradicionais Europeias, pelas quais se apaixonou. Desde 2005 até ao início de 2012 trabalhou com crianças e jovens, de diversas idades, apoiando-os a diferentes níveis incluindo o lúdico e em 2010 após frequentar diversas formações, workshops e festivais, foi convidada a iniciar a sua aventura na divulgação destas danças sob a forma de aulas regulares, workshops, animação de bailes e outros eventos. De 2012 até hoje, passou a residir em Ílhavo e a trabalhar a tempo inteiro apenas como artista e formadora na área das Danças Tradicionais do Mundo.

Renata Silva

Nascida em 1980, em Vila Nova de Gaia, licenciada em psicopedagogia, Psicologia e Mestrado numa das áreas da Psicologia, Renata Silva teve um percurso na área da dança, iniciado com 5 anos de idade no Ballet Clássico e Contemporâneo. Por volta dos 20 anos, sentido a falta da magia das danças, frequentou aulas de Danças de Salão e posteriormente Tango Argentino, mas foi em 2006 que descobriu um novo leque de danças – as Danças Tradicionais Europeias, pelas quais se apaixonou. Desde 2005 até ao início de 2012 trabalhou com crianças e jovens, de diversas idades, apoiando-os a diferentes níveis incluindo o lúdico e em 2010 após frequentar diversas formações, workshops e festivais, foi convidada a iniciar a sua aventura na divulgação destas danças sob a forma de aulas regulares, workshops, animação de bailes e outros eventos. De 2012 até hoje, passou a residir em Ílhavo e a trabalhar a tempo inteiro apenas como artista e formadora na área das Danças Tradicionais do Mundo.

Lia C.

Um marido, um filho, uma filha, uma cadela enorme, um peixe minúsculo e uma horta no jardim.

Uma profissão que consiste na arte de cuidar.

Um fascínio pelas letras que ainda não foram cantadas.

Uma paixão pelas histórias que ainda não foram contadas.

Uma inspiração: o Mar.

Quatro vícios: palavras, pessoas, chocolates e cafés…

Lia C.

Um marido, um filho, uma filha, uma cadela enorme, um peixe minúsculo e uma horta no jardim.

Uma profissão que consiste na arte de cuidar.

Um fascínio pelas letras que ainda não foram cantadas.

Uma paixão pelas histórias que ainda não foram contadas.

Uma inspiração: o Mar.

Quatro vícios: palavras, pessoas, chocolates e cafés…

Mata Sustentável

A Mata Sustentável é uma associação sem fins lucrativos nas áreas de promoção de Educação Ambiental e de Desenvolvimento Social.

A associação tem a sua sede na Quinta da Mata (Vouzela), um espaço privilegiado de contacto com a natureza, que alia uma frondosa floresta.

Tendo como eixo principal a Sustentabilidade, promove atividades nas áreas de educação ambiental, saúde e bem-estar, cultura e inovação social.

Uma parte do projeto são aulas de yoga para crianças em escolas públicas.

Mata Sustentável

A Mata Sustentável é uma associação sem fins lucrativos nas áreas de promoção de Educação Ambiental e de Desenvolvimento Social.

A associação tem a sua sede na Quinta da Mata (Vouzela), um espaço privilegiado de contacto com a natureza, que alia uma frondosa floresta.

Tendo como eixo principal a Sustentabilidade, promove atividades nas áreas de educação ambiental, saúde e bem-estar, cultura e inovação social.

Uma parte do projeto são aulas de yoga para crianças em escolas públicas.

Casulo Instrumentos | Silvana Dias

CASULO INSTRUMENTOS nasce da vontade de reanimar a aprendizagem de instrumentos populares portugueses e do património musical português a partir da infância.

Dá importância às suas raízes e à ligação com as gerações anteriores, que surgem como ponto de partida para uma exploração orientada ou livre.

Adapta instrumentos musicais para o nível de desenvolvimento da motricidade fina e coordenação motora das crianças, facilitando o seu acesso directo a algo que cada vez mais é considerado memória colectiva.

Silvana Almeida Dias

Licenciada em Educação Musical pela ESE de Lisboa e actualmente artesã, com o Curso de Construção Artesanal de Instrumentos Musicais pela Escola de Artes e Ofícios de Vigo, integra também os grupos musicais de cariz tradicional Adufe & Alguidar e Cramol. Com um percurso de vida ligado à música, aos ofícios e à educação, é na construção de instrumentos tradicionais que encontra o equilíbrio perfeito entre as suas diferentes áreas de interesse.

Nesta oficina vamos conhecer e experimentar o adufe, através da sua construção, a partir da reutilização de materiais. Vamos também desafiar os participantes a aprender como se toca, partilhando técnicas e conhecimentos base para acompanhar algumas modas tradicionais.

Casulo Instrumentos | Silvana Dias

CASULO INSTRUMENTOS nasce da vontade de reanimar a aprendizagem de instrumentos populares portugueses e do património musical português a partir da infância.

Dá importância às suas raízes e à ligação com as gerações anteriores, que surgem como ponto de partida para uma exploração orientada ou livre.

Adapta instrumentos musicais para o nível de desenvolvimento da motricidade fina e coordenação motora das crianças, facilitando o seu acesso directo a algo que cada vez mais é considerado memória colectiva.

Silvana Almeida Dias

Licenciada em Educação Musical pela ESE de Lisboa e actualmente artesã, com o Curso de Construção Artesanal de Instrumentos Musicais pela Escola de Artes e Ofícios de Vigo, integra também os grupos musicais de cariz tradicional Adufe & Alguidar e Cramol. Com um percurso de vida ligado à música, aos ofícios e à educação, é na construção de instrumentos tradicionais que encontra o equilíbrio perfeito entre as suas diferentes áreas de interesse.

Nesta oficina vamos conhecer e experimentar o adufe, através da sua construção, a partir da reutilização de materiais. Vamos também desafiar os participantes a aprender como se toca, partilhando técnicas e conhecimentos base para acompanhar algumas modas tradicionais.

Susana Bento & Anamo | Histórias com Música Together

Leitura interactiva do livro ilustrado Alto, Baixo, Num Sussurro de Romana R. e Andriy L. e brincadeiras com sons + Música para crianças e famílias. Actividade de literatura, música e movimento para crianças e famílias. Estímulo da escuta, imaginação, diversão: cantaremos, dancemos e aprenderemos através da leitura / brincadeira com sons e da música / canções para crianças. 

Ana Mónica 

Vim ao mundo no Verão de 1977 e sempre me lembro de contemplar os livros de contos com aquele encanto tão particular da Infância. 

Esse gosto fez-me ser aluna dos narradores orais Helena Faria e José Geraldo; e de Ana Borges, na Dança Contemporânea, com aulas onde usávamos muito o conto como promotor do ato criativo). Um dos livros que melhor me define é Para fazer retrato de um pássaro, de Jacques Prévert com ilustração de Mordicai Gerstein. E uma das canções é Nature boy, de Nat King Cole.

Susana Bento

Vim ao mundo bem à espreita da Primavera de 1981 e sempre me lembro de cantar e dançar desde pequena. Aprendi com a mãe e as minhas irmãs; com as manas vinham também as danças a três, nesses momentos tão criativos nas soluções das brincadeiras encontradas. As canções nunca acabavam, havia tanta memória para mais uma. As viagens a cinco eram de música e alegria. Hoje as viagens continuam alegres e sempre, ainda, pela dança e voz. Também inspirada depois pela Ana Borges, onde conheci a Ana Mo. A dança contemporânea e o canto lírico aprofundaram-se, com muitas experiências dentro e fora de Portugal. 

Um dos livros que me define é Vai aonde te leva o coração, de Susanna Tamaro. E uma das canções é Com um brilhozinho nos olhos, de Sérgio Godinho.

Susana Bento & Anamo | Histórias com Música Together

Leitura interactiva do livro ilustrado Alto, Baixo, Num Sussurro de Romana R. e Andriy L. e brincadeiras com sons + Música para crianças e famílias. Actividade de literatura, música e movimento para crianças e famílias. Estímulo da escuta, imaginação, diversão: cantaremos, dancemos e aprenderemos através da leitura / brincadeira com sons e da música / canções para crianças. 

Ana Mónica 

Vim ao mundo no Verão de 1977 e sempre me lembro de contemplar os livros de contos com aquele encanto tão particular da Infância. 

Esse gosto fez-me ser aluna dos narradores orais Helena Faria e José Geraldo; e de Ana Borges, na Dança Contemporânea, com aulas onde usávamos muito o conto como promotor do ato criativo). Um dos livros que melhor me define é Para fazer retrato de um pássaro, de Jacques Prévert com ilustração de Mordicai Gerstein. E uma das canções é Nature boy, de Nat King Cole.

Susana Bento

Vim ao mundo bem à espreita da Primavera de 1981 e sempre me lembro de cantar e dançar desde pequena. Aprendi com a mãe e as minhas irmãs; com as manas vinham também as danças a três, nesses momentos tão criativos nas soluções das brincadeiras encontradas. As canções nunca acabavam, havia tanta memória para mais uma. As viagens a cinco eram de música e alegria. Hoje as viagens continuam alegres e sempre, ainda, pela dança e voz. Também inspirada depois pela Ana Borges, onde conheci a Ana Mo. A dança contemporânea e o canto lírico aprofundaram-se, com muitas experiências dentro e fora de Portugal. 

Um dos livros que me define é Vai aonde te leva o coração, de Susanna Tamaro. E uma das canções é Com um brilhozinho nos olhos, de Sérgio Godinho.

Ana Madureira

Se tenho uma coroa, sou uma princesa. Se sou uma princesa, tenho um cavalo. Se tenho um cavalo e estou farta de olhar para o umbigo, parto à procura de um amigo. Procuro em todo o lado, mesmo no supermercado, até que o sr. Rodrigo me explica o que não é um amigo. E mais não digo. Minimalista, divertida e invulgarmente próxima, esta história musical leva-nos pelas subtilezas da amizade e pela profundidade dos valores que ela convoca.

Ana Madureira

Se tenho uma coroa, sou uma princesa. Se sou uma princesa, tenho um cavalo. Se tenho um cavalo e estou farta de olhar para o umbigo, parto à procura de um amigo. Procuro em todo o lado, mesmo no supermercado, até que o sr. Rodrigo me explica o que não é um amigo. E mais não digo. Minimalista, divertida e invulgarmente próxima, esta história musical leva-nos pelas subtilezas da amizade e pela profundidade dos valores que ela convoca.

Alexandra Baltazar

A arte de tecer é milenar. Quando tecemos, perdemo-nos nos fios e nas cores, num movimento que nos traz de volta a nós. Neste workshop de teares circulares, vão poder aprender o básico da tecelagem e tirar um momento para relaxar sozinho ou em família. Não percam!

Alexandra Baltazar

A arte de tecer é milenar. Quando tecemos, perdemo-nos nos fios e nas cores, num movimento que nos traz de volta a nós. Neste workshop de teares circulares, vão poder aprender o básico da tecelagem e tirar um momento para relaxar sozinho ou em família. Não percam!

Bolas de Sabão Gigantes | Maria Carvalho

Maria Carvalho é arte educadora na natureza, mentora do projecto “Na sombra da árvore” uma oficina criativa ao ar livre para todos e todas. Onde juntos pensamos como ser mais sustentáveis, a utilizar materiais naturais para fazermos o que quisermos. No Tradidanças vamos explorar as bolas de sabão gigantes com as mãos e com coisas que temos por casa e na natureza. Vai ser uma aventura!

Bolas de Sabão Gigantes | Maria Carvalho

Maria Carvalho é arte educadora na natureza, mentora do projecto “Na sombra da árvore” uma oficina criativa ao ar livre para todos e todas. Onde juntos pensamos como ser mais sustentáveis, a utilizar materiais naturais para fazermos o que quisermos. No Tradidanças vamos explorar as bolas de sabão gigantes com as mãos e com coisas que temos por casa e na natureza. Vai ser uma aventura!

Marco Luna

Contador de histórias e estórias.. As histórias que conta são contadas como favas e feijões! Contador desde zero, um, dois, três… até ao infinito e… mais além!!!

Historiador de contos e contador de histórias não contadas e imaginadas… Contadoria dos contos e contador de contos en-contados e en-cantados… “contador público” de histórias da água, da luz, do gás e mais contações… Acontonamento de contos em pontos de en-conto. Contadeiro contado e historiagra-fado. Aquele que conta… contigo e comigo. Contominado de histórias e minado de contações. Cusco de contos para estar em contocto convosco. Alcoviteiro de contos profissional! Especialista en cuscografia dos contos e das histórias de vida. Experto e pericontador. Temos contador! Levar en conta os contos re-contados! Lendas, doidices e alienações das mentes universais. Um conto são mil escudos contra o esquecimento… à borla! Quantos milhões são milhares de contos?… Um tesouro quando tens vários contos!

Um conto são mil e uma noites com Lua cheia de histórias… Abre uma conta no banco de contos de Marco Luna e vais ter milhões de prazeres.

Marco Luna

Contador de histórias e estórias.. As histórias que conta são contadas como favas e feijões! Contador desde zero, um, dois, três… até ao infinito e… mais além!!!

Historiador de contos e contador de histórias não contadas e imaginadas… Contadoria dos contos e contador de contos en-contados e en-cantados… “contador público” de histórias da água, da luz, do gás e mais contações… Acontonamento de contos em pontos de en-conto. Contadeiro contado e historiagra-fado. Aquele que conta… contigo e comigo. Contominado de histórias e minado de contações. Cusco de contos para estar em contocto convosco. Alcoviteiro de contos profissional! Especialista en cuscografia dos contos e das histórias de vida. Experto e pericontador. Temos contador! Levar en conta os contos re-contados! Lendas, doidices e alienações das mentes universais. Um conto são mil escudos contra o esquecimento… à borla! Quantos milhões são milhares de contos?… Um tesouro quando tens vários contos!

Um conto são mil e uma noites com Lua cheia de histórias… Abre uma conta no banco de contos de Marco Luna e vais ter milhões de prazeres.

Ana Lage

Ilustradora de interiores e escultora de palavras…

Inicia actividade profissional como Narradora em 2005, integrada na Bolsa de Contadores da Biblioteca Municipal de Oeiras até 2011, desenvolve competências em oficinas com profissionais de renome nesta área, tanto portugueses como estrangeiros.

Já como independente, fez uma pós-graduação em Livro Infantil na Universidade Católica de Lisboa. Participa nalguns dos mais prestigiados Festivais de Narração em Portugal, Espanha e Inglaterra.

Desenvolveu o projecto de sua autoria “Enredos, Enredilhos e Outros Sarilhos…”, que contou com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

Mentora, promotora e programadora do projecto internacional Conto de Abrigo – Harbouring Tales com eventos em Portugal e Inglaterra Intérprete em teatro radiofónico no “Folhetim da Mariana” no ar na Antena 1. Faz recolha de contos e tradições antigas na região do Minho, baseia o seu repertório em contos tradicionais, relatos de vida, episódios caricatos, romances antigos que mescla em sessões temáticas.

Ana Lage

Ilustradora de interiores e escultora de palavras…

Inicia actividade profissional como Narradora em 2005, integrada na Bolsa de Contadores da Biblioteca Municipal de Oeiras até 2011, desenvolve competências em oficinas com profissionais de renome nesta área, tanto portugueses como estrangeiros.

Já como independente, fez uma pós-graduação em Livro Infantil na Universidade Católica de Lisboa. Participa nalguns dos mais prestigiados Festivais de Narração em Portugal, Espanha e Inglaterra.

Desenvolveu o projecto de sua autoria “Enredos, Enredilhos e Outros Sarilhos…”, que contou com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian.

Mentora, promotora e programadora do projecto internacional Conto de Abrigo – Harbouring Tales com eventos em Portugal e Inglaterra Intérprete em teatro radiofónico no “Folhetim da Mariana” no ar na Antena 1. Faz recolha de contos e tradições antigas na região do Minho, baseia o seu repertório em contos tradicionais, relatos de vida, episódios caricatos, romances antigos que mescla em sessões temáticas.

pt_PT